Benefícios do Chá Verde

O Chá Verde ajuda nas seguintes doenças / problemas:

Origem do chá verde

Consumido na China há mais de 5000 anos, o chá verde é uma das bebidas mais antigas do mundo. Produzido a partir da Camillia sinensis, com um processo de oxidação mínimo após a colheita, é consumido em grandes quantidades nos países asiáticos, onde se produz. No entanto, a sua difusão pelos países ocidentais, mais habituados a beber chá preto, é recente. Para ela contribuem sem dúvida os numerosos estudos científicos, que indicam que esta bebida tem muitos benefícios para a saúde.

Existem muitas variedades de chá verde, que se classificam com base nas partes da planta que são utilizadas, na qualidade, e no processo de oxidação através do qual se secam as folhas e se inactivam as enzimas, para impedir que o produto fermente.

Apesar de existirem diferenças de sabor importantes entre variedades, os chás verdes são infusões de cor clara, mais ligeiras e frescas que os chás que passam por processos de fermentação, como o chá preto ou o oolong.

Nas ilhas dos Açores, desde 1883, que a Fábrica de Chás Gorreana produz, entre outras variedades, um excelente chá verde.

Quem pode beber?

Não há contraindicações ao consumo de chá verde, para além das derivadas da presença de cafeína. Embora este chá não tenha concentrações elevadas deste composto, algumas pessoas podem ser mais sensíveis à teína (nome comum da cafeína presente no chá) do que ao café, devido às sinergias entre esta molécula e os fitonutrientes.

A sensibilidade à teína pode causar desde ligeiras dores de cabeça, a nervosismo, palpitações e insónias.

Apesar de que o chá verde tem, em geral, concentrações de cafeína mais elevadas que o preto, a diferença não é grande. É preciso ter em conta que a quantidade desta molécula num chá depende de muitos factores, como por exemplo da variedade de Camellia utilizada, a idade da mesma, tamanho das folhas colhidas e até do clima da zona. Pode sofrer alterações posteriores dependentes da manipulação e armazenamento, e pode inclusivamente mudar entre diferentes anos de produção.

Os chás verdes originários de Japão têm um teor de cafeína mais elevado, especialmente o Matcha, um variedade em pó, muito utilizada na cerimonia do chá japonesa.

Qual a dose ideal?

Existem poucos dados fiáveis que relacionem quantidades e propriedades benéficas do chá.

No entanto, durante a última década, cientistas japoneses estudaram a relação entre o consumo deste tipo de chá e a mortalidade em pessoas com mais de 65 anos. O estudo incidiu em trabalhadores de uma zona onde se produzem grandes quantidades de chá verde, e comparou o estado de saúde de varios grupos que consumiam quantidades variáveis desta bebida. As conclusões não deixam dúvida: Quanto maior a quantidade de chá ingerido por dia, maior a longevidade e o estado de saúde geral - o grupo que bebia em média umas 5 taças por dia vivia mais e melhor.

Como preparar o Chá Verde?

O chá verde não deve ser preparado com água a ferver, já que corremos o risco de que fique amargo. Isto deve-se ao facto da maioria das substâncias presentes nas folhas dissolvem-se na água durante os primeiros minutos de infusão. O resultado final depende muito da temperatura inicial que, para o chá verde, não deve exceder os 85ºC.

A estas temperaturas os aminoácidos e açúcares dissolvem-se com facilidade, e os antioxidantes e vitaminas não se degradam, e permanecem na bebida. Por outro lado os polifenois, as moléculas responsáveis pelo sabor amargo, mantêm-se dentro de concentrações aceitáveis.

Outro pormenor importante na preparação do chá verde é o tempo de infusão. O excesso de tempo aumenta a quantidade de fluor na bebida, sendo esta uma molécula que não deve ser consumida em excesso. Para o evitar e garantir que o sabor do chá não fique tão adstringente que se torne desagradável, não se devem exceder os 4 minutos de infusão.

Se o objetivo é preparar uma bebida com a maior quantidade possível de antioxidantes, pode-se aumentar o tempo até aos 6 minutos. Neste caso, para além de apostar em chás de boa qualidade, que não amargam com tanta facilidade, a melhor opção é aumentar a quantidade de folhas usadas.

Qual a melhor hora para beber Chá Verde?

Este tipo de chá pode ser bebido a qualquer hora. No entanto, pela sua capacidade de baixar a temperatura corporal, o chá verde é ótimo para ser consumido durante a tarde, período no qual a temperatura corporal é mais elevada.

Representa uma excelente alternativa aos refrescos comerciais, pois é mais barato, mais saudável e mais eficaz a hidratar e a refrescar.

Benefícios do chá verde para a Saúde

Graças a um processo de produção que envolve pouca manipulação, as folhas de chá verde conservam grandes quantidades de compostos benéficos para a saúde, em especial antioxidantes.

Capazes de neutralizar os efeitos negativos dos radicais livres, os antioxidantes não são exclusivos do chá. O que transforma esta bebida num produto excecional é a elevada concentração de estas moléculas. Uma investigação realizada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos afirma que, a quantidade presente numa taça de chá verde é cinco vezes mais elevada que a disponível no mesmo volume de vinho tinto. De referir que o vinho tinto é uma bebida famosa pela abundancia destas moléculas.

Os flavonoides, nome técnico dos antioxidantes presentes no chá verde, podem chegar a ser os responsáveis por um 30% do peso das folhas. Mais de metade destas moléculas pertence a um grupo de poderosos antioxidantes chamados catequinas. Vários estudos indicam que a EGCG, uma catequina exclusiva do chá, é uma das mais potentes da natureza, capaz de fortalecer o coração e os vasos sanguíneos, prevenir a formação de tumores e proteger o sistema nervoso.

Estes são os principais benefícios de beber chá verde:

Principais dicas sobre o Chá Verde