Se você acaba de chegar no mundo do chá, é importante que saiba identificar o chá de alta qualidade. Como primeiro conselho, evite as saquetas de chá, cujo conteúdo já foi processado, partido e sujeito aos elementos, perdendo assim muito do seu sabor, aroma e polifenóis, os compostos que têm efeitos benéficos para a saúde. A partir dai, é simples. Sempre que estiver a avaliar chás de folha solta, basta confiar em quatro dos seus sentidos para o ajudar a ser um verdadeiro conhecedor e apreciador de chá. Aqui está o que deve procurar:

1. Visão

Em termos gerais, existem dois tipos de processamento de chá, CTC e o método ortodoxo. No método CTC, as folhas de chá são introduzidas dentro de uma máquina que as corta, rasga e enrola em pequenos grânulos. O processamento CTC é o usado na preparação de saquetas de chá, e dá como resultado uma bebida escura e forte, embora à custa dos aromas mais subtis do chá. No método ortodoxo as folhas de chá são delicadamente manuseadas para garantir que não se quebram. Os chás preparados através deste método são enrolados, preservando os compostos aromáticos das folhas e retendo os seus sabores complexos. Portanto, folhas de chá soltas de alta qualidade devem parecer, simplesmente, folhas de chá. Evite o chá de folhas soltas que pareça esfarelado ou que contenha caules e fragmentos lenhosos, pois será menos saboroso e complexo. Quando você mergulhar o chá na água a ferver, repare como as folhas de qualidade se desenrolam lentamente.

2. Tato

As folhas de chá de alta qualidade devem ser suaves, robustas e estar inteiras. Também devem ter um ligeiro peso; se ao agarrar um punhado de folhas, o seu chá parecer leve, pode ser uma indicação de que está demasiado seco, oxidado ou a ficar velho. Uma folha solta de alta qualidade não deve desintegrar-se com um manuseamento suave. Depois de mergulhadas na água, as folhas de chá devem sentir-se escorregadias e suaves ao toque.

3. Cheiro

Seja qual for a sua natureza, o chá de alta qualidade tem um aroma distinto, que o caracteriza. Se você inalar profundamente e apenas notar vestígios do aroma a chá, isso pode ser um sinal de que o chá é de baixa qualidade ou simplesmente que já é um chá velho, e que, portanto, perdeu qualidades. O chá verde cheira a erva, leve e fresco, enquanto o chá preto tem um aroma que recorda a terra, floral e doce. Uma vez feita a infusão, chá de boa qualidade deve ser profundamente aromático e amplificar os aromas únicos que continham as folhas secas.

4. Gosto

Um bom chá terá um sabor e um paladar fortes e reconhecíveis. Beba devagar, deixando o chá rolar sobre diferentes partes da língua; você deve ser capaz de notar diferentes notas de sabor e sensações bucais. O chá verde mais saboroso é suave como a seda, brilhante e refrescante; enquanto que o chá preto tem um sabor mais profundo e intenso, que pode chegar a recordar a sensação de tomar um café. Independentemente do tipo de chá que estiver a beber, um chá excelente irá ativar diferentes sensações de sabor na sua língua enquanto bebe. Sabores que são excessivamente adstringentes, ácidos ou mesmo desagradáveis são uma indicação de que você está bebendo chá velho, oxidado pelo passo do tempo, ou chá de má qualidade. 

Da próxima vez que experimentar um chá, não se esqueça de recorrer a estes quatro sentidos: visão, tato, olfato e paladar. Quanto mais chás puder experimentar, mais fácil se tornará distinguir um chá de alta qualidade. No entanto, muitas vezes é melhor começar por comprar numa boa loja, onde o possam aconselhar e guiar pelo complexo mundo dos chás. Muitas lojas oferecem workshops sobre como preparar corretamente o chá; excelentes oportunidades para aprender a preparar um chá digno do seu nome, já que uma incorreta infusão pode arruinar a melhor das folhas de chá.

A carregar...