Alfazema

chá de alfazema
chá de alfazema

A alfazema é famosa por ajudar a acalmar os nervos e antigamente era comum que as suas flores fossem usadas no recheio de almofadas, para melhorar a qualidade do sono. 

De uso mais estendido, o seu óleo essencial, de cheiro intenso e agradável, é muito eficaz para calmar a ansiedade. E quando não queremos recorrer a tratamentos farmacológicos, continua a ser uma boa opção, com provas científicas dadas nesse sentido.

Publicado no ano 2010, um estudo realizado pelo departamento de psiquiatria da Universidade Médica de Viena, chegou à conclusão de que um medicamento chamado Silexan, que consiste em cápsulas de óleo de alfazema, é mais eficaz que o placebo para o tratamento da ansiedade. 

Segundo o artigo, a preparação de óleo de alfazema não só é perfeitamente segura, como “teve uma influência benéfica significativa na qualidade e duração do sono, e melhorou a saúde mental e física geral sem causar nenhum efeito sedativo indesejado”. O seu uso não só melhorou a qualidade do sono, como permitiu aos pacientes passar mais tempo em ciclos de sono profundo, indispensáveis para um bom descanso. 

Tão eficaz como os ansiolíticos

Um estudo clínico randomizado, de duplo-cego e controlado, seguindo as diretrizes mais estritas para a realização deste tipo de investigações, foi realizado na Alemanha, e publicado também no ano 2010. Investigou a performance do mesmo composto – conhecido como Silexan – em comparação com o ansiolítico Lorazepam, um sedativo prescrito com frequência para combater os sintomas de ansiedade. Chegou à conclusão de que os efeitos são similares, e que a alfazema tem a vantagem de carecer dos efeitos secundários associados ao Lorazepam.

Infusão de alfazema

O chá desta planta é uma infusão das flores da mesma, realizada durante 5 minutos em água a ferver. Não tem contraindicações e pode ser tomado a qualquer hora do dia sem provocar sonolência, permitindo-lhe manter a sua capacidade de concentração. 

Erva-cidreira

chá de erva-cidreira

Da família das hortelãs e com um sabor que recorda levemente o do limão, a erva-cidreira é uma infusão que não só ajuda na digestão, como é capaz de relaxar os nervos e proporcionar certa calma quando estamos nervosos.

Um estudo realizado em ratinhos, e publicado na revista Neurochemical Research, descobriu que a infusão desta planta aumenta os níveis de GABA, um neurotransmissor que induz o relaxamento, e diminui os níveis de cortisol, conhecido como a hormona do stress.

Uma segunda investigação, publicada em dezembro de 2011, e realizada em humanos, confirmou que a erva-cidreira é eficaz no combate à ansiedade leve a moderada. Neste estudo, a maioria dos pacientes manifestaram a remissão completa dos seus sintomas de ansiedade depois de 15 dias a consumir um extrato de erva-cidreira.

Infusão de erva-cidreira

Tão simples como ferver água, juntar as folhas secas desta planta, e deixar repousar durante 5 minutos. A quantidade de folhas a usar depende da intensidade do sabor que desejar. Os limites são o seu gosto pessoal já que o consumo desta infusão não tem efeitos secundários. 

Camomila

chá de camomila

A camomila é uma das mais antigas ervas medicinais conhecidas pela humanidade, e o seu chá, com um característico sabor que recorda as maças verdes, é reconhecido pela sua capacidade de induzir o relaxamento.

De acordo com um estudo publicado por cientistas americanos no ano 2016, esta infusão tem efeitos benéficos na diminuição do transtorno de ansiedade generalizado. Embora não ajude a prevenir futuros ataques de ansiedade. 

A sua composição química, rica em terpenos e flavonóides, é provavelmente a responsável por estes efeitos. Aliás, o chá de camomila contém apigenina, um antioxidante que atua a nível dos neurotransmissores e recetores cerebrais, promovendo o relaxamento e ajudando a melhorar a qualidade do sono. 

Infusão de camomila

Uma colherada das bonitas flores desta planta numa xícara de água a ferver. Aguarde 5 minutos, coe a bebida, e bom proveito.

Valeriana

chá de valeriana

De sabor potente e terroso, com um aroma refrescante que recorda à resina de pinheiro, o chá de raiz de valeriana é usado desde tempos imemoriais para melhorar a qualidade do sono. 

No entanto, pode ser de grande utilidade no tratamento dos sintomas de ansiedade e depressão. Um estudo realizado no Irão, e publicado em maio de 2015, revelou que o consumo de cápsulas de valeriana, prévio a uma intervenção cirúrgica, contribuiu a diminuir a ansiedade sentida pelos pacientes. 

O consumo de cápsulas desta planta é recomendado se o seu objetivo é disfrutar de uma boa noite de sono. No entanto, para combater a ansiedade durante o dia, a infusão é mais adequada, já que não causa sonolência.

Infusão de valeriana

Tal como todas as anteriores, tao simples como preparar juntar a raiz desta planta a uma xícara de água a ferver. Não exagere na quantidade de raiz usada já que esta infusão tem um sabor intenso que, sejamos sinceros, pode não ser muito agradável. 

Tília

chá de tília

O chá de eleição de qualquer avó que queira disfrutar de um momento de descanso, a infusão de tília pode ser realizada a partir das flores ou das folhas das árvores pertencentes às espécies do género tília. 

Existem poucos estudos sobre os seus efeitos fitoterapêuticos, no entanto, um estudo realizado in vitro, ou seja, com células em cultivo, chegou à conclusão de que a infusão da flor da Tilia tomentosa tem fortes propriedades sedativas. De acordo com o artigo publicado no ano 2015, estes efeitos eram derivados do facto de que o extrato de tília imitava a atividade do neurotransmissor GABA, um químico cerebral que inibe a excitabilidade dos neurónios e, portanto, promove a relaxação do sistema nervoso. 

Infusão de tília

Se bem que é mais comum utilizar as folhas do que as flores desta planta, os únicos estudos realizados investigaram os efeitos da infusão de botões de tília. 

Para realizar a infusão, pode utilizar uma colher de sopa cheia de flores de tília e deixar repousar em água a ferver durante 5 minutos. Siga o mesmo procedimento se usar as folhas da árvore.